© 2019 Dora Machado Consultoria

doramachadooficial@gmail.com

  • doramachadooficial

Os 10 mandamentos de um Coach incrível

Atualizado: 24 de Jan de 2019

Muitos falam mal dos Coaches. Ou de alguns deles. Será que eles seguem os 10 mandamentos?

Quando eu comecei a estudar Coaching, foi porque eu era gestora, desde muito jovem, de pessoas de áreas muito técnicas e de produção no ramo automotivo, que achava prudente entender melhor o comportamento humano. Por que algumas coisas funcionavam para uns e não para outros? E acabei me apaixonando. Não. Não deixei o lado técnico, mas posso dizer que me apaixonei pelas pessoas.


O mundo é do tamanho de um ovo. Lembre-se que o que fazemos repercute nossa imagem. As pessoas irão saber. Irão gostar ou odiar. Faça o seu melhor.


Os 10 mandamentos de um Coach incrível

Que fique claro aqui que estas opiniões são minhas. Nada impede que você tenha outros pontos de vista.

1. Não julgar

Normalmente temos a tendência em julgar pessoas. O Coach incrível ouve, não julga.


2. Não compartilhar com outras pessoas

Compartilhar técnicas com outros Coaches claro que o Coach pode fazer. Nunca, jamais, nunca, jamais mesmoooooo, o profissional pode mencionar quem é a pessoa citada. Isto é anti ético.


3. Não tirar conclusões

O Coach não pode dizer ao seu Cliente que ele é isso, ou ele está aquilo.

O Coach é um INSTRUMENTO de mudanças, que jamais pode interferir nos pensamentos do Coachee.

O Coach incrível é um "ESPECIALISTA EM FAZER PERGUNTAS". Não em "dar respostas." As respostas são dadas pelo Cliente, não pelo profissional.


4. Não confundir-se com um psicólogo

O Coach, caso não tenha estudado psicologia, não pode atuar como psicólogo.

Muito pelo contrário, ele precisa ter a humildade em sugerir um tratamento com um profissional adequado, caso as sessões fujam de sua alçada.

Claro que há muitas técnicas que podem lidar com diversos assuntos,mas o Coach sabe muito bem quando não é capaz. Humildade sempre.


5. Não trabalhar sem um Plano de Ação

O Coach incrível tem como prioridade, logo no primeiro encontro, criar um Plano de Ação para o processo de Coaching com seu Cliente.

O processo de Coaching não deve ser aleatório. Ele precisa ter começo, meio e fim. Ou seja, para trabalhar uma determinada questão/dor/problema/situação. As sessões devem ter o foco de visualizar o Estado Desejado do Cliente (versus o Estado Atual que ele se encontrava no início do processo).


6. Não se endeusar

Com frequência vejo posts de Coaches se endeusando: meu Cliente conseguiu viajar de avião por minha causa, meu Cliente conseguiu um emprego por minha causa, meu Cliente conseguiu uma promoção por minha causa, ele conseguiu emagrecer por minha causa.

Bobagem: o Coach é, novamente, um INSTRUMENTO. O profissional pode ser excelente. Porém, o resultado só é devido ao engajamento do Cliente. Se o Cliente não fizer as tarefas, não se entregar e se dedicar, não terá resultados. O contrário se aplica: o mérito é todo dele.


7. Não gerar confusões na cabeça de seu Cliente

Me criticam muito porque sou contrária a um Coach fazer um curso caro de um final de semana e já se auto intitular Coach. A inexperiência pode gerar confusões na mente da pessoa, se mal feito um processo de Coaching. Somente estude em instituições que promovam estágios SUPERVISIONADOS, sérios.

Um mal profissional da área pode causar sérios danos à saúde mental de seu Cliente.


8. Não parar nunca de estudar

Um antigo gestor meu me dizia que "uma pessoa só envelhece quando para de estudar". E concordo. Especializar-se sempre. Investir muito. Treinar sempre.


9. Não deixar de ter uma pasta enorme de técnicas variadas.

Uma pasta de técnicas? Eu sempre proponho diferentes técnicas para meus Clientes. Graças a meus estudos no Brasil, EUA e Alemanha, posso oferecer técnicas diferentes para situações diversas. O Cliente fica encantado quando ele PODE decidir pelo rumo de sua sessão. Lembrar que as pessoas são diferentes e algumas gostam de técnicas visuais e outras mais e resgate ao passado, ou cinestésicas ou ou ou... é extremamente importante e decisivo para o sucesso do processo.


10. Não prometer, nem produzir milagres

Como citei anteriormente, o mérito do sucesso provável do processo de Coaching é do Cliente, não do profissional. Nunca prometer coisas que não podem ser cumpridas é primordial. Por exemplo: prometer que o processo de Coaching trará um emprego novo ou uma promoção. Jamais. Pode prometer que serão trazidas ferramentas para aperfeiçoamento do Cliente ou ferramentas que o engaje mais a especializar-se e, consequentemente, estar mais preparado para o mercado de trabalho. Só.


Quer ler mais sobre o que penso sobre "A modinha do Coaching"?

Clique aqui.


Dora Machado



23 visualizações