• doramachadooficial

Em ano de Pandemia, a "fadiga feminina" bate recorde nas consultas do Google.


Segundo o Google Trends, o termo "fadiga feminina" aumentou consideravelmente desde 2004, quando os dados começaram a ser pontuados.


Termos como "cansada mentalmente" e "cansada psicologicamente" foram recorde de busca nos últimos 12 meses.


Você se espanta com esta informação ou acredita que homens e mulheres possam estar igualmente cansados?


Pois então, segundo o Google Trends, o termo "cansada" vem inclusive sendo mais procurado desde 2015 em relação ao termo "cansado".

E por outro lado, houve um "boom" em 2020 na busca pelo termo "mulheres inspiradoras". Olha que interessante!

Então, posso interpretar que ao mesmo tempo que a busca é por mulheres cansadas, é igualmente alta por mulheres inspiradoras? Mais ou menos.


Adoro comparar termos de busca no Google Trends e comparei a mulher cansada com a mulher inspiradora. Disparadamente, a cansada ganha nas buscas nos últimos 12 meses.


Agora em tempos de pandemia, isto pode realmente ser relevante, ou seja, a mulher estar cansada seria mesmo algo impactante, já que todos estamos, de uma maneira ou de outra, com todas estas situações novas?


Eu não disse, nem desejo assim interpretar, que toda mulher está cansada. Apenas é um fato que a busca seja maior. E contra fatos, não há argumentos.


Fiz uma pesquisa rápida em minhas redes sociais sobre o que poderia ser o motivo deste cansaço feminino e veja o resultado:


Veja o link completo com os gráficos do Google Trends, clicando aqui.


Segundo o IBGE, entre 2014 e 2019, quase 10 milhões de mulheres assumiram o papel de chefe de família. "Mulher Chefe de família" é um termo para representar domicílios sob responsabilidade de mulheres, sem cônjuge, com pelo menos um filho de até 14 anos.


Obviamente agora, em tempos de pandemia, muitas famílias tiveram que ficar em casa.

Seria muito interessante termos o CENSO atualizado, para avaliar este novo cenário, mas infelizmente este ano não o teremos (na verdade, deveríamos já ter tido, conforme nossa Constituição, ano passado. Há discussões sobre como será, provavelmente em 2022. Ou seja, precisaremos esperar para atualizar estes números.)

Mas os números são e serão sempre fatos, e podem não representar a minha reflexão aqui: O cansaço da mulher.

Se você fizer uma pesquisa no Google sobre os principais motivos do cansaço, de uma maneira geral, não teremos uma conclusão para o tema, porque a maioria dos artigos e buscas mostra normalmente problemas físicos, como diabetes, fibromialgia, doenças cardíacas, infecções etc..

A depressão aparece também nas buscas.


O cansaço pode ter a ver com estas questões que coloco aqui.


Creio que precisaríamos de uma pesquisa intensa para discorrer sobre o tema, já que modestamente penso ser vasta a gama de causas e efeitos para este cansaço feminino.


O que prefiro crer é que há uma maneira de as mulheres sentirem-se melhor e menos cansadas, que talvez o leitor ou leitora possa até discordar de mim: gostar de si mesmo.

Ano passado escrevi um post de final de ano sobre o que eu desejava para as pessoas em 2021: autoestima elevada.


Quando a gente se ama, coloca o foco no que há de melhor: saúde boa, qualidade de vida, no bem estar de si mesmo e do outro, na boa convivência com as pessoas, na espiritualidade, na prosperidade, no sair da caixa pra se reinventar quando precisa.


Quando a gente se ama, tudo fica pequeno quando alguém que não te dá muita atenção passa pela sua vida. Porque a gente é mais importante, a gente se ama.


Não! Não nos bastamos, na minha opinião. Precisamos interagir, conhecer pessoas, abraçar, beijar, amar.


No momento não temos muito. Mas temos a nós mesmos. E temos as pessoas que amamos, mesmo que, como eu, as veja apenas virtualmente há mais de um ano.


Porque, a partir do momento que eu amo a mim mesma, posso me permitir - e muito - gostar e apreciar a minha própria companhia.

E eu penso (digo "penso" porque apesar de ler vários artigos sobre isto, não sou especialista) que as pessoas que estão buscando no Google os termos ligados a cansaço, mental, psicológico ou físico, são as mesmas pessoas que talvez não se adaptaram à possível solidão que a pandemia provoca ou provocou.

E eu desejo que você se ame.

Que você dance, curta cada minuto, viaje, mesmo que pelo tempo através da boa leitura de um livro ou assistindo a um filme.

Que você prospere e que vá atrás dos seus sonhos, mesmo os mais secretos e aparentemente absurdos e insanos.


E que as suas e as minhas buscas no Google sejam mais por temas como "mulheres inspiradoras" do que "mulheres cansadas".

Dora Machado



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo